sábado, 24 de maio de 2014

ARMADILHA DO BOLSA FAMÍLIA

Ninguém acredita que, no governo, pacotes de bondades se transformam em pacotes de maldades, a lógica que predomina no país é que, para o Estado, tudo é exequível, só depende de “vontade política” para ofertar sem cobrar esforço pessoal tudo que o cidadão necessita, mas a realidade é totalmente diferente. Quem faz uma crítica sobre o programa Bolsa Família, é, imediatamente, chamado de elitizado, burguês que não conhece a fome. Esse programa não foi criado pelo PT de Lula, meramente o nome e a massificação do programa que substituiu alguns programas sociais criado pelo governo anterior como Bolsa Escola, Vale Gás, etc. Mas, o carimbo é do bondoso Lula, na verdade ele se transformou no maior programa de compra de voto já visto neste país, quando mergulhado num escândalo de corrupção do mensalão em 2005 o governo agilizou o ingresso de aproximadamente nove milhões de beneficiários. Apoiado pela imprensa e pelos intelectuais latinos, em sua maioria, caiu no seio da sociedade como a solução dos miseráveis, que finalmente estaria fazendo o país mudar. Acontece que o programa administrado anteriormente procurava a certificação de critérios, no entanto,a necessidade veloz de incluir tantos eleitores foi impossível distinguir o carente formal do carente real. Observe nestes vídeos a diferença.

video

Esta senhora é considerada uma carente formal porque certamente não possui ganho oficial, de empresária ou de assalariada, mas, muito longe distante de ser uma carente real, uma necessitada que sofre ameaças de fome ou "insegurança alimentar". Fala com a maior naturalidade como se fosse um  programa em distribuição de dinheiro.


video

Esta outra senhora não possui carência real de "insegurança alimentar" porque o objetivo expresso é de comprar bens de consumo de alta qualidade.






Neste vídeo um boato conduziu milhares de beneficiários do Bolsa Família as agências da Caixa Econômica, pelo aspecto são pessoas aptas ao mercado de trabalho, tendo em vista que o governo propaga que "nunca na história deste país" a taxa de desemprego é tão baixa, também nunca na história da humanidade se viu algum país prosperar com políticas populistas dessa natureza.

No Brasil falar em esforço, meritocracia, livre competição é desaforo, os termos usados são direitos, cotas e benefícios é tudo, considerado, necessário para tornar uma população feliz. Na verdade o governo se transforma em Ineptocracia que é um sistema político de governo onde os incompetentes são eleitos pelos improdutivos em troca de bens e serviços redistribuídos dos competentes e produtivos, até que estes últimos estejam em menor número de tal forma que o sistema entra em colapso.

A maldade se transforma quando a desorganização nas contas públicas promove o pontapé inicial para o surgimento da inflação, como já está acontecendo, onde vivemos uma inflação produzida pelo governo que para escondê-la a reprime, dessa forma a inflação real é sempre maior que a inflação oficial, como os salários são reajustados pelos índices do governo o trabalhador, a cada ano, perde um pouco o poder aquisitivo.  Outros fatores alinhados torna progressiva a expansão inflacionária, e a bancarrota é inevitável, associado à combinação de dívida e política econômica equivocada é fatal, dessa forma, voltamos a necessitar de um presidente "ruim" em substituição dos "bonzinhos" dos últimos anos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário